quarta-feira, 12 de abril de 2017

CRONOGRAMA - CURSO ESPAÇO DE HISTÓRIAS - AGENDA PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017

06 DMarço D2017Início da Terceira Edição do Curso
 “Espaço de Histórias”
Formação de Contadores de Histórias-Mediadores 
do Livro e da Leitura Animada e Compartilhada
Turmas 1: Das 15h às 15h30
(Encontros Quinzenais - Duração: 18 meses)

Ministrante: Claudete T. da Mata, Presidente de Honra da ABCH 
Primeiro momento: Abertura com a apresentação do Projeto Espaço de Histórias: Objetivos, fundamentos teóricos-práticos e metodologia de trabalho, com um momento para informar aos presentes sobre o cancelamento da Oficina "Mãos que Tecem Histórias", com a Ministrante Lenice Gomes que seria nessa data em cartaz - A oficina ficou para o mês de Maio: Dias 09 e 10. 

Objetivos Específicos:
· Abrir a terceira Etapa do Curso Espaço de Histórias, explanando sobre Primeira Oficina Extra: 1ª Edição “Mãos que Tecem Histórias”, dentro do conteúdo a ser explorado pela Ministrante/Acadêmica convidada Lenice Gomes (De Olinda).
·   Fechar parceria com a Livraria Paulus, com a colocação de venda de livros no dia das Oficinas Extras, com 30% da venda para auxiliar no custeio de transporte, hotel e alimentação dos ministrantes. Iniciando esta parceria no dia 06 de Março/2017;
·    Dar continuidade ao “Termo de Cooperação, 2015-2017”, firmado entre a ABCH e a FCC (Fundação Catarinense de Cultura), para o desenvolvimento do Projeto em SC, com apoio em viagens para as apresentações em grupo e outros eventos;
·    Desenvolver o projeto com ações de qualidade, no atendimento do público nas suas diferentes faixas etárias “a partir dos 10 anos”, desde que esteja acompanhado de um adulto responsável;
·   Levar os cursistas ao estudo, pesquisa e prática das narrativas orais do contador de histórias, sempre em contato com a teoria e as técnicas nas suas diversas categorias;
·  Incluir a dança narrativa e a musicalidade junto às técnicas, para a ampliação de estilos na práxis consciente do narrador de histórias em cena;
·   Abrir oportunidades para refinar a arte de tecer as histórias com o uso (ou não) de elementos de cena, a arte do improviso nos “momentos em branco”, resgatar técnicas apreendidas nas etapas anteriores em cena, sempre a propor momentos para acordar a criança interior dos participantes, no despertar da ludicidade indispensável aos narradores orais da atualidade. Como fazer?
·  Por meio de Técnicas de uso de elementos: instrumentos musicais elaborados com materiais reciclados, conhecimentos adquiridos por meio das oficinas extras, exercitar as competências linguísticas com jogos de trava-línguas, advinhas ritmadas, melodias inventadas em cena, exercícios com dança narrativa, brincadeiras de rodas, advinhas tradicionais, poemas, uso de objetos concretos e preparação para retratar imagens virtuais...
·  Estar sempre inovando a metodologia de desenvolvimento dos eventos da ABCH, 
nas suas diferentes estruturas de ensino, aprendizagem e de entretimento, dentro do
processo de continuidade das suas ações.Também com a inclusão da formação do
Contador de Histórias-Mediador de Leitura animada e Compartilhada.
Metodologia:  
Os cursistas sempre inseridos no processo de aprendizagem entre teoria e prática, com  o desenvolvimento de técnicas teatrais e jogos psicodramáticos, para trabalhar as dificuldades dos narradores de histórias, transformando limites em possibilidades para uma atuação consciente, com qualidade.
"Contar é ritualizar. É dar voz ao ancestral. É abrir o corpo para o sagrado. É compactuar com a visão mágica. Palavra lapidada na boca do velho griô é palavra fulgurante. Joia de mil brilhos. Pedra multifacetada. Ele tem muitos corpos: feiticeiro, bicho, caçador, sacerdote, rei, bruxo, chefe, guerreiro. O mundo começa na sua palavra. Dançar o céu, o mar, o rio, a nuvem, a sombra. Cantar os velhos ensinamentos. Narrar a natureza, o clã, a aldeia, os símbolos, a floresta, a savana, o deserto. Seu itinerário é reforçar laços. Ordenar o mundo. Perfumar a memória. Virar história". (Celso Sisto Silva)  

(TURMA DA TARDE)
Feedback: Roda de Apreciação para a exposição das observações e das impressões levantadas sobre a metodologia e os conhecimentos  a serem compartilhados nesta data.
(Devido a necessita de apoio no pagamento das passagens da Ministrante, para que ela possa vir para Florianópolis, agora em Abril de 2017, com Data a ser marcada.)
2º DIA – TURMA DA NOITE - 27 DE MARÇO DE 2017

19h às 21h30: Aula normal. Os Narradores já envolvidos na prática da oralidade desde Março de 2016 são poucos, sendo na maioria novos integrantes. Por esta razão, não aconteceu nenhuma apresentação aberta ao público - ainda..
·  Roda de Apreciação das observações e das impressões levantadas durante as apresentações da aula anterior.
·       Propor data para o desenvolvimento da Oficina de Confecção de Bonecos Contadores de Histórias, com a exposição da metodologia da oficina.
3º DIA – 03 DE ABRIL DE 2017

INICIAR RODA DE CONTOS E MEDIAÇÕES DE LEITURAS, PARA A APRECIAÇÃO DE ESTILOS NARRATIVOS E A AQUISIÇÃO DE TÉCNICAS PARA O APRIMORAMENTO DOS ESTILOS.

EXERCÍCIO EM CENA: TRABALHO DAS COMPETÊNCIAS DO CONTADOR DE HISTÓRIAS-MEDIADOR DO LIVRO E DA LEITURA ANIMADA E COMPARTILHADA
MINISTRANTE: Claudete Terezinha da Mata
Conteúdos:
·         Aprender a aprender a arte de contar histórias, para saber como tratar as diferentes vozes na prática da narratividade em cena, tais como: trabalho da voz do narrador, das personagens, brincadeiras com as narrativas, estudo das características físicas e emocionais das personagens apresentadas pelo autor-narrador dos contos. Tudo transformar os contos de autoria, sem modificar estilos próprios de cada contador-narrador... Ter como conhecimentos referenciais, as informações sobre as diferentes categorias de narradores orais no contexto atual. Exemplificando: Contador de histórias tradicionais e os profissionais (aqueles que fazem da arte narrativa o seu meio de sobrevivência - por isso a necessidade de todo um aparato adotado pelos mesmos, como: figurino, cenários, utilização e preparação de elementos de cena, etc. Tudo de acordo com o estilo de cada um);
·    Saber como se adaptar aos enredos, atender um chamado mesmo que não tenha se preparado - aprender a aprender como superar os conflitos na hora do enfrentamento dos desafios quando é convidado a levar as histórias sem uma prévia chamada... Estar mais próximo das histórias e assim, sentir as influências do enredo por meio da experiência: de qualidade (ou não). Saber como administrar e como cultivar momentos transformadores de atitudes, com evidências positivas, mesmo não sendo compatíveis com o seu estilo. Saber que o escritor ao escrever não pensa em quem vai ler ou utilizar a sua obra. Por isso a importância do estudo do enredo para o cativar do conto escolhido, momento em que o observador pode absolver o que pode e aquilo que jamais deve adotar nas suas práxis;
·        Ver as histórias nas suas multifaces (suas mil formas), até mesmo o faz-de-conta a brincar com a realidade, com o corpo a levar os leitores-ouvintes à sublimação de situações em conflito, com o auxílio de técnicas;
·         “Reunir o Grande Grupo” para falar e socializar as observações sobre as experiências vivenciadas na aula anterior (25.03.2017), para reflexão e revisão das ações em cena: Ver VÍDEOS, para exteriorização do olhar sobre as observações e as impressões relatada.
·         Levantamento das técnicas observadas para serem trabalhadas de acordo com as necessidades apresentadas.
·         Prévia exposição da aula posterior.
·          
4º DIA – 10 DE ABRIL
Das 19h às 21h30
AULA TEÓRICA: Dos narradores das cavernas à era contemporânea.
AULA LABORATÓRIO - NARRAÇÃO E MEDIAÇÃO DE LEITURA ANIMA E COMPARTILHADA - LIVRO: A FORMIGUINHA 
LOCAL: CENTRO INTEGRADO DE CULTURA - CIC - ESPAÇO LINDOLPHO BEL - FLORIANÓPOLIS
Coordenação: Claudete T. da Mata (Ação 100% voluntária)
Metodologia:
·  * Os integrantes estarão divididos em grupos, cada qual no seu horário (Vespertino e Noturno) os quais estarão exercitando a prática da oralidade antes de irem ao encontro do público.  
5º DIA – 24 DE ABRIL DE 2017
   Prática da Oralidade com Mediação de Leitura Animada e Compartilhada - Livro: A Formiga 
      ESPAÇO: LINDOLPHO BEL - FLORIANÓPOLIS

Turma da Tarde: Das 14h00 às 16h30 - Turma da Noite: Das 19h00 às 21h30

6º DIA – 27 DE ABRIL DE 2017
Das 09h30 e 14h30
   * Prática da Oralidade: Contação de histórias e Mediação de Leitura Animada e Compartilhada - Livro: A Formiga 
Colégio Altino Cabral - 9:30h - 15 alunos de 3 anos
Colégio Alpha - 14:30h  - 31 alunos com 4 anos

LOCAL: BIBLIOTECA PÚBLICA DE SC

7º DIA – 28 DE ABRIL DE 2017
Das 09h às 11h30 - Das 13h às 16h30

OFICINA DA VOZ NO EMPODERAMENTO DO NARRADOR DE HISTÓRIAS
Ministrante: Maria Rita Pimenta Rolim, Fonoaudióloga, Professora e Coordenadora da Clínica da Voz da Universidade Federal de SC.
OBJETIVO GERAL: Conhecer e trabalhar as diferentes Vozes e o Corpo que respira – dois instrumentos a trabalho das PALAVRAS FALADAS, como expressão do UNIVERSO IMAGINÁRIO, de acordo com o conteúdo teórico e prático da ministrante e sua metodologia de ensino voltado ao trabalho da linguagem oral (voz), motricidade orofacial, disfagia e outros pontos a serem trabalhados.

OBJETIVOS ESPECÍFICO: OS CURSISTAS serão envolvidos pela ministrante, em momentos de aprendizado que contemple o funcionamento de cada voz apresentada, para uso de recursos técnicos para o empoderamento das suas práxis;
·         - Ter consciência do tipo de voz;
·         - Saber fazer uso da voz: da respiração à narração, por ser o principal recurso do narrador de histórias em cena;
·         - Aprender fazer uso da apneia em determinadas situações diante do público, passando uma situação conflitante como parte da história...
·        - Como administrar e transformar limites em possibilidades narrativas?
·        -  Desenvolver atitudes competentes nos ambientes das apresentações das narrações  em público;
·         - Conhecer e transformar limites vocais em possibilidades, na doação da voz às histórias.
Aberto aos alunos do Curso Espaço de Histórias e aos Acadêmicos da ABCH. 
À comunidade em geral.
INTERESSADOS: enviar email para claudete_tm@hotmail.com
Solicitar formulário de inscrição.
 8º DIA – 09 E 10 DE MAIO DE 2017
Oficina: Mãos que Tecem Histórias
Ministrante: Lenice Gomes
Público: Contadores de Histórias, Atores, Arte-Educadores, Professores, Estudantes de Ensino Regular, Graduandos, Comunidade em Geral, com idade a partir dos 10 anos, desde que esteja acompanhado de um adulto responsável.


Coordenadora/Ministrante: Claudete T. da Mata
Investimento: Compra de 01 Livro (ou mais), no primeiro dia da Oficina!
Certificação pela ABCH - Por email. Somente para aqueles que participar somente da Oficina. Demais alunos do Curso Espaço de Histórias, esta oficina faz parte da proposta curricular do projeto ABCH.
Local: Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC/FCC)
Cidade: Florianópolis/SC.
9º DIA – 13 DE MAIO DE 2017

APRESENTAÇÃO: “Tempo de Histórias para Mães e Filhos”Narradores: Cursistas do Projeto Espaço de HistóriasDois Horários: Das 14h às 15h30

LOCA: CASA DO GOVERNADOR HERCÍLIO LUZ -  RANCHO QUEIMADO/TAQUARAS

Público Livre

MetodologiaOs cursistas estarão sendo orientados para o Formulário de Inscrição de participação. Colocar os participantes em prática, com o apoio de técnicas trabalhadas nas aulas anteriores: Técnicas de consciência corporal, jogo de voz e expressão, com a utilização, ou não, de elementos em cena. Treinamento das competências do narrador em cena...

O formulário de inscrição deverá constar: Nome do narrador de histórias, Título da História e sua autoria, faixa etária indicada com a possibilidade de adequação para o público do dia e conter a sinopse da história... Outros dados.


10º DIA – 15 DE MAIO DE 2017
Turma 1 e Turma 2

RODA DE APRECIAÇÃO DO ENCONTRO ANTERIOR
Ministrante: Claudete T. da Mata (Ação 100% voluntária)
·         “Reunir o Grande Grupo” para o trabalho de técnicas voltadas à prática da oralidade do narrador de histórias – Exercícios para o aprimoramento da consciência corporal: Jogos de expressões faciais, voz, corpo e jogo de improviso...
·         Aprender com as palavras faladas, com as brincadeiras com a voz no jogo de troca-troca no experimentar de cada voz e corpo em cena, nas suas entradas, permanências e saídas do universo sagrado;
·         Trabalhar os aspectos afetivos antes de levar ao público, as histórias com elementos intocáveis;
·         Propor momentos de aprendizado para a provocação e o e estímulo do Olhar, dos Afetos, das emoções dos narradores orais, que só passam a existir diante dos ouvintes, ao ter o domínio de dar corpo, voz, cor, cheiro, tamanho e movimento às imagens que retratam as histórias contadas ou mediadas em público. Bem como: provocar às sensações constituídas pelo narrador ao viver o momento e o tempo da história por inteiro; sempre envolvido no ambiente rico de asas a refrescar a imaginação e seu universo translúcido;
·     Mostrar a alma que revela o narrador que fala com o coração.
·   Roda de Apreciação: falar e socializar as observações sobre as experiências vivenciadas na Oficina anterior (28 e 29.04.2017), para reflexão e revisão das ações em cena que, dependem da voz: Ver VÍDEOS, registros dos cursistas... Tudo para a exteriorização do olhar sobre as observações e as impressões relatada.
· Trabalhar com a realidade de cada sujeito da ação, aprimorando as técnicas (jogo de voz, corpo e espaço das narrativas, etc.) como meios de alcançar sucesso nas práticas da oralidade, para as apresentações futuras.
11º DIA – 28 DE MAIO DE 2017
RODADA DE HISTÓRIAS
Entre Cursistas do Projeto Espaço de Histórias e seus Convidados
Dois Horários: Das 18h às 20h
DIVULGAÇÃO NAS REDES SOCIAIS
Local: Cinema do CIC 
(Também, com o Apoio da FCC, na divulgação do Evento no seu Site)
Público Livre
Metodologia: De participação livre. Os cursistas receberão o Formulário de Inscrição mediante solicitação por email. Alunos do Espaço de Histórias, terá sua aquisição de horas computadas na certificação final. 
* Os participantes estarão colocando em prática as técnicas trabalhadas nas aulas anteriores: Técnicas de consciência corporal, jogo de voz e expressão, com a utilização, ou não, de elementos em cena. Treinamento das competências do narrador em cena... 

12º DIA – 02 DE JUNHO DE 2017
COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DA ABCH 
*****RODA DE HISTÓRIAS*****

(LOCAL: CINEMA DO CIC)
DAS 14H ÀS 15H30: NARRAÇÃO DE HISTÓRIAS
COQUETEL DE COMFRATERNIZAÇÃO ENTRE CURSISTAS E ACADÊMICOS
APÓS A APRESENTAÇÃO.

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO - APRESENTAÇÕES EM PÚBLICO
INSCRIÇÃO/EVENTO DA ABCH

EVENTO: “TEMPO DE HISTÓRIAS”
COMEMORANDO O TERCEIRO ANIVERSÁRIO!
Data 02 de Junho de 2017
Apresentação à 14h (   ) – Contos de Encantos e outros Pontos - Público Infantil de todas as idades!
Apresentação à 18h - Sarau Narrativo (   ) – Público Livre
Local: Cinema do CIC/FCC - Florianópolis/SC

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO
Os participantes receberão o formulário de inscrição para se apresentar, o qual constará: Nome do narrador de histórias, Título da História e sua autoria, faixa etária indicada com a possibilidade de adequação para o público do dia, conter a sinopse da história... E outros dados.
NOME COMPLETO:
DATA DE NASCIMENTO:
RG:............................................... CPF:
NATURALIDADE/LOCAL DE NASCIMENTO:
EMAIL:
TELEFONES:
BLOG:
FACE BOOK:
ENDEREÇO RESIDENCIAL (COMPLETO):
É NARRADOR (A) DE HISTÓRIAS SEM FINS LUCRATIVOS: SIM (   )   NÃO (    )
É NARRADOR (A) PROFISSIONAL COM FINALIDADES LUCRATIVAS? SIM (   )   NÃO (    )
REPERTÓRIO/NECESSÁRIO CITAR:
TEMA:
Sinopse da história:
Data da inscrição:
Enviar esta ficha devidamente preenchida e assinada - enviar por e-mail, DIGITALIZADA, para claudete_tm@hotmail.com e acadebrasildecontadoresdehist@gmail.com

 Claudete T. da Mata
Presidente Nacional-Fundadora da ABCH (Matriz)
Membro Imortal Vitalícia da Cadeira 01

Mentora, coordenadora e ministrante de projetos da ABCH (Caráter voluntário).

13º DIA – 12 DE JUNHO DE 2017
14h e 19h
RODA DE HISTÓRIAS E MEDIAÇÃO DE LEITURA ANIMADA

ENTRE CURSISTAS E SEUS CONVIDADOS (NOS DOIS TURNOS)

NARRADORES: CURSISTAS DO PROJETO ESPAÇO DE HISTÓRIAS

LOCAL/TURMA DA TARDE: BIBLIOTECA DE ARTES/CIC
LOCAL/TURMA DA NOITE: SALA DE CINEMA

TAREFA: ENSAIAR CANTIGAS DE RODA, PARA AS ENTRADAS E SAÍDAS DE CADA HISTÓRIA.

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO
Os participantes receberão o formulário de inscrição para se apresentar, o qual constará: Nome do narrador de histórias, Título da História e sua autoria, faixa etária indicada com a possibilidade de adequação para o público do dia, conter a sinopse da história... E outros dados.
NOME COMPLETO:
DATA DE NASCIMENTO:
RG:............................................... CPF:
NATURALIDADE/LOCAL DE NASCIMENTO:
EMAIL:
TELEFONES:
BLOG:
FACE BOOK:
ENDEREÇO RESIDENCIAL (COMPLETO):
É NARRADOR (A) DE HISTÓRIAS SEM FINS LUCRATIVOS: SIM (   )   NÃO (    )
É NARRADOR (A) PROFISSIONAL COM FINALIDADES LUCRATIVAS? SIM (   )   NÃO (    )
REPERTÓRIO/NECESSÁRIO CITAR:
TEMA:
Sinopse da história:
Data da inscrição:
Enviar esta ficha devidamente preenchida e assinada - enviar por e-mail, DIGITALIZADA, para claudete_tm@hotmail.com acadebrasildecontadoresdehist@gmail.com

 Claudete T. da Mata
Presidente Nacional-Fundadora da ABCH (Matriz)
Membro Imortal Vitalícia da Cadeira 01

Mentora, coordenadora e ministrante de projetos da ABCH (Caráter voluntário).

14º DIA – 26 DE JUNHO DE 2017
REVISÃO DOS CONTEÚDOS E EVENTOS TRABALHADOS DURANTE O PRIMEIRO SEMESTRE: DE 06 DE MARÇO A 12 DE JUNHO/2017.
Metodologia: Preparar o grande grupo para o encerramento desta Etapa, com a fala da Idealizadora, Ministrante e Coordenadora do Curso Espaço de Histórias - Claudete T. da Mata
Objetivos:
·      ·         Falar sobre as próprias experiências de entradas nos livros e seus passeios pelas histórias por meio de uma experiência exercitada para dar vida ao narrador e aos personagens, no apoderamento da arte de “mediação do livro e a leitura animada...?”
·         Como usar a arte do improviso em cena, na transformação de atitudes não compatíveis com o enredo em cena, em cenas de qualidade;
·         Ver os livros nas suas multifaces (suas mil formas de narrar), até mesmo como um faz-de-conta que brinca com a realidade, com o corpo a levar os leitores-ouvintes à sublimação de situações em conflito;
·    Como saber sobre as maneiras de segurar, ler e dar vida aos contos por meio da mediação e leitura anima e compartilhada?
15º DIA – 26 DE JUNHO DE 2017
RODA DE HISTÓRIAS – HISTÓRIAS EM RODA
(Entrega dos Certificados de Formação dos Contadores de Histórias)
Coquetel de comemoração!
(Ver patrocinador)

Claudete T. da Mata
Presidente Nacional-Fundadora da ABCH – Matriz

Membro Vitalícia da Cadeira 01
Após a Apresentação da Age, deu-se a apresentação entre os cursistas, para que possam se conhecer a partir do início desta etapa inicial. Uma dinâmica que surge para o primeiro passo do refinamento das práticas da oralidade. Ficando por ultimo a fala da representante da Livraria Paulus, que falou sobre o apoio da livraria com o fornecimento de livros para a aquisição dos cursistas. Assim ficando 30% do valor das vendas para o custeio com as passagens de Lenice Gomes, de Olinda a Florianópolis/SC.

ABERTURA DA TERCEIRA EDIÇÃO DO CURSO ESPAÇO DE HISTÓRIAS
06 de Março de 2017

APRESENTAÇÃO  Conhecendo um pouco do que faz cada integrante
Turma 1 - Das 15h às 17h30
 Max e Chris - irmãos gêmeos, que vieram da Alemanhã para ficar três meses em Florianópolis, SC, para acompanhar as ações da ABCH e desenvolver outros trabalhos sociais, como intercâmbio cultural.
Ana Esther Balbão, Acadêmia da ABCH, Escritora, Poetisa e Contadora de Histórias.


  Confreira Léa Palmira Silva - Acadêmica-Patrona da ABCH e Presidente da Associação de Contadores de Histórias de Florianópolis.
 Nossa Confreira da ABCH, Amaridis de Souza, Acadêmica-Patrona da ABCH e Tesoureira da Associação de Contadores de Histórias de Florianópolis.
 A integrante abaixo, é iniciante do curso desde março de 2016.
Ivanete M. M. M. Advogada e aluna do Curso desde março de 2016.
Minha aluna do Curso de Pós Graduação em Psicopedagogia, agora vai iniciar seu aprendizado na Arte de Contar Histórias.
Marilete Barcelos
Márcio está a concluir sua carga horária em 13 de julho de 2017.
Lígia Barreto, Acadêmica da ABCH, está acompanhando as aulas desde 13 de julho de 2015.
Maria de Fátima de S. Pires, sempre presente.
Aluna nova. veio para conhecer a metodologia do curso e prometeu retornar.
Nossa Avozinha Osmarina, sempre altiva e na militância pela narrativas orais e as escrituras.
Confreira Aparecida Facioli, outra apaixonada por esta arte milenar.
Nesse dia recebemos alguns visitantes.
Djeenniffer Marly Pereira, representante da Livraria Paulus está a nos ajudar com a venda de livros, para a vinda de lenice Gomes, no m~es de maio, quando teremos a "Oficina Mãos que Tecem Histórias".
Ela apresentou aos alunos e aos convidados, o seu projeto que envolve escritores da Paulus e sobre a parceria da livraria com a ABCH.

Claudete T. da Mata na apresentação do conteúdo teórico a ser trabalhado neste semestre.
Ser contador de histórias, também é ser um sublimador de memórias.
Ser um artista da Arte narrativa, é deixar-se permitir, até o despudorar do Ser de dentro para fora...
Ser Narrador Oral, é estar sempre pronto para dar vida às histórias, de viajar sem tempo a se balançar nos fios da memória... è poder fazer o inexistente acontecer, ter cor, cheiro e sabor...
Tania Meyer, Acadêmica-Fundadora da ABCH, Cantadora de Histórias....
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas sentadas
Hora de pegar e conhecer os livros.
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, sentado
Estava quente e Ana Esther ficou mais á vontade.
Ao término, uma parada para registrar pessoas e livros. Alguns já haviam ido embora.

APRESENTAÇÃO - TURMA 2 
Das 19h às 21h30
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas sentadas
Abertura da Turma 2 - Cantando a história do Gud Gud, em homenagem ao neto do aluno Márcio que estaria nascendo nessa noite. E sua filha lhe deu o primeiro neto, quando ele saiu correndo para a maternidade. 
À noite exploramos um pouco mais do conteúdo, após ser aplicado o instrumento de avaliação do estilo de aprendizagem dos participantes. 
Turma 2 da terceira Edição do Projeto Espaço de Histórias, com seu início ontem - 06.03.2017.
A imagem pode conter: 15 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas

O Curso Espaço de Histórias: Formação do Contador de Histórias-Mediador do Livro e da Leitura Animada e Compartilhada, com duração de 18 meses, quinzenalmente, pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias, teve sua primeira edição 2017, ontem, dia 06.03.2017, no Centro Integrado de Cultura de SC, em Florianópolis. INSCRIÇÕES foram feitas. Nos dois horários 15h às 17h30 e das 19h às 21h30, tivemos dois públicos maravilhosos. Assim venho Convidar você para participar do Projeto Espaço de Histórias: Formação do Contador de Histórias-Mediador do Livro e da Leitura, pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias, em Florianópolis, SC, onde os conteúdos não se diferenciam além da metodologia de ensino de outros formadores. Só temos um diferencial - Aqui formamos o Contador de Histórias-Mediador de Leitura Animada. Fico feliz de em ver o tanto que temos formado de Contadores de Histórias, por este Brasil de Leitores. É tudo de bom pela preservação dos narradores orais e a perpetuação da nossa ancestralidade. Meu contato: claudete_tm@hotmail.com