sábado, 17 de junho de 2017

Dia 19 de Abril: Dia em que a Associação da Legião da Boa Vontade, levou os encantos do imaginário humano à comunidade de São José, onde se localiza a Associação.

Programação: FESTA DA FAMÍLIA COM NARRAÇÃO DE HISTÓRIAS, TAMBÉM PARA BEBÊS 
A imagem pode conter: 13 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas
Contos para Pais e Filhos - Diferentes Idades!

Foi assim, assim também aconteceu!
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas e área interna
Do Dia em Homenagem aos Índios do nosso País, também de Todos os Povos sem casa de madeira, nem de tijolo... 
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, área interna
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas sentadas
E para abrir a Porta das Histórias, as Professoras, todas lindamente vestidas de ratinhas, foram inseridas na cantoria acompanhada da "Dança do Pano Dourado do Campo de Alecrins". Releitura de Autoria: Claudete T. da Mata!
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas e área interna
CONTO DA TRADIÇÃO AFRICANA: O Coração do Baobá!
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sentadas e área interna
Hora de ouvir, viajar e se despudorar ao vestir as personas no desatar da imaginação...
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sentadas
Interagir com o universo sagrado, nos faz brincar nos fios da memória e resgatar a nossa ancestralidade, muitas vezes tão oculta, que acabamos aprisionando a nossa infância interior, dando lugar a um adulto muito insuportável, por não saber mais brincar... 
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas
Conto do Tempo bem antes do antigamente, com direito a um Rei das Savanas:...
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Quando os adultos são convidados para viajar nas asas da imaginação...
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé
Esse Rei é pai de uma ouvinte bebê!
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna
Ele descansa encostado ao coração do Baobá, lá das Savanas Africanas... Terra da andabilidade da nossa cultura ancestral dos primeiros contadores de histórias. 
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas em pé e pessoas sentadas
E eles ainda vivem nas suas andanças de aldeia em aldeia...


, no hoje levei alguns ouvintes à uma viagem pelo campo de "#AlecrimDourado", de "#MariavemveraLua", do "#CoraçãodoBaobá", sentei com as crianças inventivas para um momento de observação, enquanto os pais pagaram o delicioso Lanche feito com amor. As meninas da LBV desenvolvem um grande trabalho junto a comunidade do final da Avenida das Torres, em São José/SC. 


A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e filho
NARRADORA: Claudete T. da Mata - Presidente Nacional-Fundadora da Academia Brasileira de Contadores de Histórias - ABCH (Matriz)
Das 09h30 às 11h30
A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sentadas, pessoas em pé e filho
Ninguém chorou para mamar. Isso só acontece quando o narrador oral senta e se põe a conta e ler com o coração.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e pessoas em pé
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas
Fica na altura dos pequeninos ouvintes a brincar com as narrativas... Contar histórias feito criança e até cantar, sem medo de errar. Precisa se despir da realidade e entrar na imaginação de cada criança... Tudo acontece naturalmente, sob os fios da memória que acredita e fala com a alma.
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sentadas e filho
É preciso ter, no planejamento de ação, o momento para os ouvintes curiosos poderem explorar os elementos. Crianças não são diferentes dos adultos: elas gostam de ouvir, viver, ver e tocar no mundo ao seu redor. Na contação de histórias, em viagem pelo universo das narrativas em cena, as crianças não se diferenciam dos adultos - nada que sacuda o imaginário, é diferente além da forma de narrar e viver cada momento. 
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas e filho
Salvo quando o narrador oral está diante de uma grande plateia, sem as mesmas condições que se tem a oferecer aos grupos pequenos. Tipo "Contos em Roda", permitido às pequenas plateias como esta.
A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas
Hora de tirar este retrato e ir ao lanche. O corpo também pede alimento...

TEXTO; Claudete T. da Mata - Ação 100% Voluntária!
Fotos: Pessoas do projeto da LBV/SC.
19.04.2017

domingo, 28 de maio de 2017

04.05.2017 - No Projeto "Visita Guiada", pela Biblioteca Pública de Sanata Catarina - Narração de Histórias Cênicas, pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias - ABCH (Matriz): Tarde de #História da Dona Piolhina: Uma Contadora da própria Histórias.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e sapatos
O Público chegando.
DONA PIOLHINA
Ela CONSEGUIU mostrar às crianças sobre a vida dos parentes piolhos e suas estadias no couro cabeludo a se fartar de sua alimentação favorita: Sangue fresco. Também mostrou um pouco da Dona Sarna.  
A Dona Piolhina narra sobre sua vida e toda a sua prole. Com ela, vem Dona Sarna para falar, também sobre sua morada e alimento favorito...
 Uma gosta de dizer coisas sobre a casa da outra. As crianças vão tecendo um diálogo com as duas Senhoras. E tem aqueles que coçam a cabeça a falar sobre sua higiene em casa.
 Foi uma narrativa cheia de informações através do lúdico a incentivar as crianças ao banho diário. Demais momentos necessários à higiene do corpo e de momentos como esse: De estímulo ao saber... Tudo sem compromissos com as práticas pedagógicas sob esta ou aquela obrigação de desenvolvimento de conteúdo de ensino; nem de estar atrelado à escuta exigida pelo sistema. 
Até o Tio Alonso e sua barba sempre vasta e graúda entrou na roda de histórias. 
Mediação de leitura Animada.
Nessa mediação não se segue os modelos de leitura da sala de aula: Onde o professor ler e fica a cada narrativa, mostrando as imagens aos ouvintes. Uma prática que dificulta o processo imaginário no bom desenvolvimento do processo criativo dos sujeitos que ouvem e ao mesmo tempo vão constituindo as cenas de acordo com o que vai passando pelo seu imaginário - uma viagem livre das ilustrações prontas. Após a narrativa, com o livro a guardar os segredos dos fatos: cenários, personagens e outras características, cada ouvinte pode expressar o que conseguiu ver durante a narrativa. pode-se prpor uma "Roda de Apreciação". Momento produtivo para crianças e adultos. muitas perguntas e todas as respostas vão pulando de dentro de cada envolvido... sair dos padrões do sistema escolarizante, é uma viagem única para educandos e educadores.
E a Velha que criava uma bicharada debaixo da cama, também resolveu aparecer e fechar a Roda de Histórias.
foi quando todos se envolveram a mergulhar no encantamento de ouvir e contar - contar e cantar...

Texto: Narradora/Mediadora: #Claudete T da Mata.

Mensagem de Andréa Rihl: O caminhar deixa pegadas..... que seja de crescimento , encantamento e um profundo estado de amor! Só assim fará diferença neste mundo que muitas vezes se mostra obscuro,refletir dialogar e prosseguir sempre!!!

sábado, 27 de maio de 2017

18.04.2017 - Dia do Folclorista Monteiro Lobato, com histórias e livros - Livros e histórias!

Dia 🔞 de Abril, #aniversário de #MonteiroLobato, teve um pouco de narração sobre o menino Monteiro, seus olhares pelo universo imaginário, um pedaço de Emília, #Narizinho#Pedrinho#TiaNASTÁCIA#VóBENTA#Rabicó#ViscondedeSabugosa, Cuca...
Por último, apresentei a história do Saci Pereira: Mediação de Leitura Animada do menino que virou #Saci-Pererê. Momento de levar a Arte Narrativa com barrulho de vento, cheiro de fumaça... #contaçãodehistorias 
 Hora do Saci Pererê pular e conhecer as crianças...
 Quando ele saiu do livro, foi só atenção...
 E pensei: "Há quanto tempo que os adultos não narram histórias para essa geração?"
Hora de viajar com os aprontos do Saci... 
Hora de se despedir da contadora de histórias.
Local: Colégio Alpha Objetivo, Bairro Campinas/São José/SC.
Texto e Narração - Mediadora de Leitura Animada, #Claudete T da Mata.

Fotos: Natan Leal

10.04.2017 - Turma da Noite: Das 19h00 às 21h30 - Curso Espaço de Histórias: Formação do Contador de Histórias-Mediador do Livro e da Leitura Animada e Compartilhada.

Após a exposição do Conteúdo Teórico sobre o Tema: "Eras do Contador de Histórias" - da caverna aos dias atuais; surgimento do Ofício do Narrador de Histórias, desde a época medieval; O Contador de Histórias que sabe entrar em cena e ser cativante... Papel do Acordador da Memória no Era uma vez...
Sou Peteleco
Pensar que sou um simples tecido em uma forma engraçada,
É o mesmo que não sentir a imensidão da alma de quem me fez nascer...
Pensar que sabe olhar além do Horizonte Azul?
Como, se não se ainda não consegues contemplar as nuvens lá no céu?
Como contemplar meu corpo vestido?
Precisas tirar as vendas dos olhos.
Assim conseguiras ver um pouco de mim em ti...
É por isso que tanto prestas atenção em mim.

O tempo do relógio de metal está passando rápido. Mês de Abril, mal chegou e já estaria a ser preenchido. Agora, assim feito Peteleco, prefiro o tempo atemporal, aquele, esse que é só ritmo, melodia, choro e risos de histórias, melancolia para quem não sabe montar no lombo do Sr. Tempo a cavalgar no lombo de um dragão sem olhar o ponto de partida e se deixar chegar sem pressa...
Cada um de nós vive a escrever suas historias. Não somos museus: somos guardadores de relicários inesquecíveis. (Claudete T. da Mata)

Peteleco esteve presente a alegrar mais ainda esse encontro - uma aula interessante. 
Após o momento inicial em que todas puderam tirar suas dúvidas, indo do pensar ao revirar-se um pouco do avesso e o esbugalhar de olhos, Elaine Bernadete Lopes falou e apresentou uma #história no exercício da mediação de leitura animada.
 Logo ela fez a mediação do livro apresentado.
Elaine é professora de um colégio de freiras, em Florianópolis/SC. uma escola de referência por sua tradição.
Elaine faz uso de técnicas aprendidas em 2016, quando veio para nós. O #livro vira um #baú nas suas mãos. ela viaja e vive os fatos, as emoções, os sons, os cheiros e as cores... 
É quando o universo ao seu redor ganha forma numa movimentação #cativante
 Em seguida aconteceu a apresentação do conto escrito por essa menina de 07 anos. Ela está envolvida na arte narrativa e no processo de escrita.
 Após a fala sobre como surgiu esse conto, a mãe da menina foi convidada para media o conto.
 Mediação de leitura animada, com a interação da autora.
.
 Mãe e filha se saíram super bem. Elas conseguiram dar vida à narrativa a fazer uso de técnicas apreendidas no curso Espaço de Histórias
Após todos os diálogos sobre o conteúdo trabalhado, A menina Amanda, de 07 anos, antes de fecharmos esse encontro maravilhoso e produtivo, a menina saiu dizendo que estaria escrevendo outro conto e juntamente com sua mãe, fazer os ensaios de mediação de leitura animada e compartilhada. 

Cada integrante apresentou uma história, falou sobre ela e fez mediação de leitura animada a se divertir com as paradas para revisão dos pontos a serem melhorados.

Fotos, Texto e Coordenação: Claudete T. da Mata

08.04.2017: Contação de Histórias das 13h30 às 15h00 - Associação João Paulo II

Com Seo Frankolino, Andréa Rihl e Claudete T. da Mata, pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias, na Associação João Paulo II - Festa da Família. 

Música da Avozinha, para abrir a tarde de histórias!

Avozinha

De mãos enrugadas já trementes,
Com as lunetas sobre o nariz.

A minha avozinha já sem dentes
Contava histórias que faziam feliz...

Branca de Neve e os Sete Anões
João Ratão
Lendas Feldais,
Alí Babá e os seus Ladrões
E tantas mais...

Avozinha vá lá só mais uma,
Conta que eu não faço: Oh, Oh...
Conta aquela da Fada de Espuma,
Só mais uma, querida avó...

Pra junto de Deus foi a avozinha,
Partiu um dia, deixou-me só.

Quis Deus que eu tivesse os meus filhos,
pra que um dia eu também seja avó.

Mas como Deus tudo perfilha no seu imenso poder,
Sei que em breve os filhos de meus filhos hão de dizer:

Avozinha vá lá só mais uma,
Conta que eu não faço Oh, Oh...
Conta aquela da Fada de Espuma,
Só mais mais querida avó...

E se acaso eu me deixar dormir,
Amanhã o final quero ouvir.
Só mais uma pra tua netinha,
Conta alguma avozinha... (BIS)

Ram, ram, ram...
Ram, ram ram...
Avozinhaaaaaa....
(Do texto original de Maria de Lurdes Resende - portuguesa - brinquei um pouco e fiz algumas adaptações. Claudete T. da Mata)

Seo Frankolino e sua Guardiã: Andrea Rihl Gomes
REPERTÓRIO: 
Andréa - História da Carriça, na Sexta-feira Santa. Narração sobre os costumes do povo durante a Quaresma... 
 História do O Princepezinho... Conto interativo.
 Crianças do Projeto "Boi-de-Mamão", também mostraram a sua arte atraves da Dança Narrativa.
Após a narração da Confreira  Andréa, cantamos "O Contador de Histórias; Conta um, conta dois... E narrei "Dona Cotinha e o Primeiro Ovo de Páscoa" - da tradição oral. Sem registro fotográfico. Claudete T. da Mata
Município de Palhoça/SC/Br - Ação pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias: Ação 💯 % voluntária. 
Fotos e Texto; Claudete T. da Mata